Em destaque hoje

Prefeitura adere Campanha Sinal Vermelho para apoiar mulheres vítimas de violência

A secretária de Assistência Social, Elis Lazarotto, acompanhada da diretora do Departamento de Proteção Social Especial, Nayara Lebid visitou na manhã desta quinta-feira (29), a Casa da Mulher Colombense para lançar na cidade, a campanha “Sinal Vermelho contra Violência Doméstica”. A medida faz parte da lei 741/2021, sancionada nesta quarta-feira (28), pelo Governo Federal.

CAMPANHA

Um X vermelho na mão é um sinal de alerta contra agressões a mulher.  O projeto de Lei 741/2021 define o programa de cooperação Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica como uma das medidas de combate à violência contra a mulher.

A nova legislação também altera a modalidade da pena da lesão corporal simples cometida contra a mulher por razões da condição do sexo feminino e cria o tipo penal de violência psicológica contra a mulher.

A letra X escrita na mão da mulher, de preferência na cor vermelha, funciona como um sinal de denúncia de forma silenciosa e discreta de situação de violência. A ideia é de quem perceber esse sinal na mão de uma mulher que procure a polícia para identificar o agressor.

A secretária Elis destaca o desenvolvimento das ações desenvolvidas na cidade e que intensificam ainda mais o trabalho da rede de enfrentamento de violência contra a mulher no município, como a inauguração do novo espaço da Casa da Mulher Colombense e a implantação da central Disk Denúncia 24 horas.

“Nossas equipes trabalham incansavelmente a fim de garantir atendimento prioritário às mulheres vítimas de violência.  Esta Campanha é uma excelente iniciativa para incluir a sociedade como um todo no combate à violência contra mulher”, disse a secretária.

Para a coordenadora de Políticas de Atenção às Mulheres de Colombo, Alessandra Babetto é importante que essas vítimas em situações de violência busquem ajuda com urgência. “Nossa cidade prontamente aderiu à campanha e vamos continuar trabalhando para proporcionar à estas mulheres mais dignidade”.

Serviço
Caso conheça ou seja vítima de violência, denuncie na Central Disk 41 98827-4038. Um serviço gratuito que funciona 24 horas, todos os dias da semana.

Pular para o conteúdo